Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/06/20 às 13h08 - Atualizado em 3/06/20 às 13h08

Secretaria de Economia já utiliza plataforma Governo Digital

COMPARTILHAR

Outros órgãos do GDF têm até 6 de julho para indicar os atendimentos que serão inseridos no portal federal

 

 

A Secretaria de Economia concluiu, no fim de maio, a inserção de todos os serviços virtuais do órgão na plataforma Governo Digital. São 510 serviços para pessoas físicas e jurídicas, a exemplo da emissão de guias de pagamento de impostos e de consulta à situação fiscal.

 

Para se cadastrar no Governo Digital, é necessário informar nome completo, documento de identidade, CPF, e-mail e telefone celular. O cadastro também pode ser feito usando dados de internet banking de alguns bancos, reconhecimento facial (pelo aplicativo) ou certificado digital do usuário. O login único já pode ser utilizado para acesso ao aplicativo e-GDF.

Os serviços cadastrados pela Secretaria de Economia na plataforma Governo Digital são organizados em quatro categorias, conforme o perfil do usuário: cidadão, empresa, outros contribuintes e governo/parceiros. Seguem disponíveis os outros canais digitais do órgão, como o site da secretaria e o aplicativo Economia DF.

 

Transformação digital

 

A integração dos serviços virtuais é parte da Política de Governança Digital em órgãos e entidades da administração pública distrital, instituída pelo Decreto nº 40.253, de novembro de 2019. Naquele mês, o GDF aderiu à Rede Nacional de Governo Digital (Rede Gov.Br) e se comprometeu a incluir os serviços on-line na plataforma.

 

O processo vem sendo desenvolvido, desde então, pelo Comitê de Transformação Digital, sob a coordenação da Secretaria de Economia. Mais de 30 subcomitês foram criados nas secretarias, autarquias e empresas do GDF para efetivar a integração digital. Os subcomitês têm até 6 de julho para entregar seus planos digitais, detalhando nas respectivas cartas de serviços quais atendimentos já são dessa forma e podem ser integrados e quais podem ser transformados em digitais e inseridos na plataforma.

 

Nesses planos também serão definidos os prazos para a inclusão dos serviços virtuais no Governo Digital. Os objetivos de todo esse processo são reduzir o número de endereços eletrônicos, tornando mais fácil a busca pelos serviços públicos locais e federais, bem coo melhorar a prestação de serviços à sociedade e modernizar o Estado, aumentando a eficiência e reduzindo custos.